Sebastião Ventura Pereira da Paixão Júnior - Escritório de Advocacia - Porto Alegre/RS
+55 51 3073-4873
Carlos Gomes, 1492, cj. 1101
Urban Concept - Porto Alegre/RS

Apresentação

A vida mudou. O mundo está diferente, mais complexo e desafiador. Se o progresso traz consigo a necessidade de acompanhar as mudanças, é imperioso não esquecer a essência e a origem de nossos princípios. Passado e futuro vivem juntos naquilo que se chama (de) presente. Nesse contexto, é preciso combinar inovação com experiência; criatividade com conhecimento; foco com inteligência; atitude com prudência. E a soma de todos esses fatores deve estar concentrada naquilo que em advocacia é fundamental: uma postura vencedora.

Tudo nasce de uma ideia. Após, vem a implementação de um conceito. Ao final, é construída uma história.

"Uma ideia. Um conceito. Uma história. "

Um escritório brasileiro com olhos para o mundo!

Para isso, queremos ser mais do que um simples escritório de advocacia. Temos a convicção de que não é mais possível ter uma atuação de ponta sem estar integrado com o mundo e seus fenômenos econômicos. A vida negocial ganhou complexidade e o Brasil não está à deriva no infinito dos mares; somos um país continental em franca expansão na rota dos negócios mundiais.

Além de uma economia mais estável, fruto do bem sucedido Plano Real, temos uma democracia institucionalizada. É claro que existem problemas, mas os poderes de Estado funcionam; além disso, não somos uma terra sem lei. Sim, temos muito a aprimorar; todavia, as bases do progresso já estão enraizadas. Portanto, a questão é reduzir as deficiências e otimizar o funcionamento da máquina. Não é fácil, não é simples. No entanto, é plenamente possível e somente será viável se tentarmos fazer diferente e melhor.

Com esse espírito, ao invés de problemas, queremos apresentar soluções.

Nossos clientes terão à disposição uma estrutura que aliará Direito e Economia, ou seja, a lei na prática da vida econômica, criando negócios, auxiliando empresas, gerando empregos e privilegiando o lucro honesto daqueles que trabalham e contribuem para desenvolvimento nacional. E assim faremos, pois, apesar de todas as incertezas e variáveis da atualidade, acreditamos que o Brasil participará com protagonismo da nova economia mundial.

O fato é que a crise nos países desenvolvidos exigirá uma progressiva participação dos emergentes. Os Estados Unidos, apesar da ampla injeção de liquidez financeira, não está reagindo no lado da economia real; o nível de desemprego segue nas alturas e as famílias americanas, já endividadas, não têm condições de tomar novos empréstimos, travando a engrenagem do mercado de consumo; diante dos riscos de estagnação, os empreendedores diminuem drasticamente os investimentos, protegendo o capital privado em títulos de segurança. Por sua vez, a situação da Europa é extremamente delicada; o que estamos vendo é uma séria ameaça ao consenso que criou a Comunidade Europeia. Após a bonança que levou prosperidade tanto aos ricos do Norte quanto aos pobres do Sul, a realidade bateu à porta, cobrando medidas de austeridade que inexistiram. O Estado de Bem-Estar Social cobra seu preço, implodindo a conta das despesas públicas. E, como a criação do bloco reduziu a soberania monetária de cada país europeu, a saída da crise será suportada por todos ou veremos o esfacelamento da União Europeia com possível risco de ‘default’ dos países mais fragilizados.

Dias turbulentos virão e o Brasil, Índia, China, Rússia, bem como os demais países emergentes, poderão oferecer inestimáveis oportunidades para investimentos de capital. Além de um vasto manancial de consumidores potenciais, energia e recursos naturais infindáveis, temos claros gargalos estruturais, comerciais e industriais a serem supridos pelo espírito animal dos empreendedores. E, quando despertado, o clima de empreendedorismo contagia a economia real, criando empregos e negócios, inovando métodos e soluções, elegendo o progresso e abandonando o caminho do atraso.

Ocorre que o investidor, para correr a adrenalina do risco, requer padrões satisfatórios de segurança jurídica. Eis, aqui, a nossa oportunidade: além do conhecimento da lei e dos mecanismos de proteção patrimonial, somos especialistas em Brasil e estamos aptos a dar o conforto técnico almejado por nossos clientes.

Para bem desempenhar nossas atividades, acreditamos que, mais do que um sentido, é fundamental ter uma causa para viver. Aqueles que já sofreram na carne a dor da injustiça bem sabem que só existe uma única maneira de vencê-la: resistir. Mais do que resistir, é preciso lutar. Eis a nossa causa: a luta, de hoje e sempre, será a busca da justiça, da decência, da correção de procedimentos. Com isso, além de atender firmemente os interesses de nossos clientes, estaremos contribuindo para o desenvolvimento do Brasil e o consequente aprimoramento de nossas instituições.

Estamos, aqui, para contribuir e fazer a diferença.

Venha participar desta história. Da nossa história. Uma história que veio para ficar.